Pedidos de Material Permanente

Os materiais permanentes devem ser solicitados de acordo com a necessidade dos Departamentos. Tendo em vista que serão adquiridos via processo licitatório, cada Departamento deve planejar com antecedência e prever um prazo longo para entrega dos materiais.

Para fazer a solicitação desses materiais, a Chefia de Expediente e/ou responsável de cada departamento deve fazê-lo via SPA, como Solicitação Digital, ao DIR/CCB. Anexar no SPA:

 

 

  1. Na pesquisa com fornecedor o frete não pode ser cobrado separadamente. Deve ser incluso no valor do material (frete CIF);
  2. Os orçamentos retirados da internet precisam ter o CNPJ da empresa;
  3. A utilização do parâmetro seguinte dependerá da impossibilidade de utilização do parâmetro que o precede e deve ser sempre justificada.
  4. Para a definição do valor de referência, os orçamentos não devem ter uma grande variação de preço, onde um orçamento supere o de menor valor em mais de duas vezes. Segundo posicionamento do TCU:

 

“A pesquisa de preços que antecede a elaboração do orçamento de licitação demanda avaliação crítica dos valores obtidos, a fim de que sejam descartados aqueles que apresentem grande variação em relação aos demais e, por isso, comprometam a estimativa do preço de referência”.

 

 

Esses materiais serão solicitados através de processo licitatório. Tendo em vista que os materiais comprados através de processo licitatório demoram muitas vezes a serem entregues, cada departamento deve organizar suas solicitações pensando no tempo que os materiais demorarão a chegar, ou seja, planejar com antecedência e prevendo um prazo longo para entrega dos materiais.

Não serão aceitos pedidos entregues diretamente à Direção que não tenham sido enviados pelo SPA.

 

Para maiores informações, entrar em contato com a Coordenadora Financeira do CCB (ramal 2481 ou e-mail ).